ANGOAVIAÇÃO FACT CHECK: IGAE denuncia a existência de 4 aviões adquiridos com fundos públicos que estão sob gestão de particulares

  • IGAE significa Inspecção-Geral da Administração do Estado.

A ALEGAÇÃO

A circulação de uma imagem publicada por um portal angolano de notícias, cujo texto é:

IGAE SEGUE RASTRO DE QUATRO AVIÕES COMPRADOS COM FUNDOS PÚBLICOS QUE ESTÃO SOB GESTÃO DE PARTICULARES; e tendo estampada na mesma imagem aeronaves da TAAG.

OS FACTOS

A edição de Sexta-feira, dia 28 de Abril de 2023, do Jornal O País faz referência a uma notícia de capa «IGAE SEGUE RASTRO DE QUATRO AVIÕES COMPRADOS COM FUNDOS PÚBLICOS» sendo a notícia desenvolvida nas páginas 8 e 9. Segue a hiperligação da notícia e a respectiva captura da imagem de capa.

https://opais.co.ao/igae-denuncia-existencia-de-quatro-avioes-adquiridos-com-fundos-publicos-sob-gestao-de-particulares/

De igual modo, o portal angolano de notícias: angola24horas.com publicou a mesma matéria, na edição de Sábado, dia 29 de Abril de 2023, conforme a captura da imagem da manchete e a respectiva hiperligação:

https://angola24horas.com/sociedade/item/26813-igae-segue-rasto-de-quatro-avioes-comprados-com-fundos-publicos

Assim, lê-se num trecho do artigo:

A Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE) denunciou, à Procuradoria Geral da República, a existência de quatro aeronaves adquiridas com fundos desviados do erário que se encontram na esfera de particulares.

Conforme vê-se neste trecho, não se fez menção a probabilidade de as quatro aeronaves pertencerem a TAAG.

Vejamos o trecho a seguir:

As aeronaves, designadamente duas do tipo Airbus 315, uma Airbus 350 e um Falcon, constam na lista de activos por se recuperar, no âmbito do combate ao fenómeno da corrupção e infrações conexas na Administração Pública.

Nesse trecho do artigo, também não se supõe que as aeronaves pertençam a TAAG.

Em nenhum momento, o artigo faz menção a TAAG, muito menos nele, tenha sido feita alguma suposição tendente a percepção de que as aeronaves pertencessem a TAAG.

O VEREDICTO

Falso! Em nenhuma instância, a notícia cita ou envolve a companhia de bandeira nacional, portanto, concluímos que a imagem foi propositadamente criada para induzir os internautas a ideia de que as quatro aeronaves sob investigação pelo IGAE pertençam a TAAG. Pelo facto de o artigo não mencionar uma ùnica vez a palavra TAAG, não deveria constar na imagem de destaque, aeronaves da TAAG, mas claro que foram feitas constar nela, para que servisse o propósito maldoso para o qual, a mesma imagem foi concebida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: